Arquivos do Blog

A importância de Rosental Calmon Alves para a imprensa brasileira

Por Géssica Brandino (jornalista), Juliana Conte e Luiz Felipe Guimarães (1° ano/ ECA/USP)

Ao longo da carreira, Rosental Calmon Alves fez mais do que contatos profissionais. Mudou conceitos, abriu caminhos para novas discussões no jornalismo, inspirou gerações de profissionais e conquistou respeito, admiração e amigos. Abaixo, alguns depoimentos de jornalistas que estiveram presentes na homenagem feita durante o Congresso.

André Luiz Azevedo

André Luiz Azevedo (TV Globo)
“Conheço o Rosental há quase 40 anos e a carreira dele foi sempre feita de desafios e muita coragem. Ele criou a figura do correspondente trabalhador, ralador, que entrava em todas as áreas. A gente não sabe se é por sorte, mas na verdade ele sempre esteve onde o fato acontecia.
Para nós [TV Globo], o Rosental teve um papel muito importante após a morte do Tim Lopes, porque nos deu uma assessoria de como nos comportarmos. O aconselhamento dele foi muito importante para criarmos uma cultura de segurança para os jornalistas.”

Ana Arana (Fundación MEPI)
“Ele é um grande jornalista e um amigo, porque tem feito um trabalho de construir e promover o jornalismo latino-americano e estamos muito contentes de homenageá-lo. Há pessoas no mundo que conectam coisas, e ele é um conector no trabalho do jornalismo no mundo todo.”

Ricardo Gandour (O Estado de S. Paulo)
“Rosental é um jornalista que olhou o mundo antes da globalização ser algo tão explícito. Pensou fora da caixa, incorporou rapidamente uma abordagem multimídia inovadora na prática jornalística e levou isso para a academia. Hoje ele é um profissional completo e um exemplo de como nós jornalistas nunca podemos parar de estudar e pesquisar.”

Marcelo Moreira (TV Globo/ Abraji)
“O Rosental é a maior fonte de inspiração para os jovens jornalistas, porque embora tenha uma vasta experiência, ele está sempre se reciclando. Ele está sempre se recriando e ensinando coisas aos mais jovens. Ele dá uma contribuição que não tem preço para o jornalismo.”

Fernando Rodrigues (Folha de S. Paulo/ Abraji)
“Rosental é um jornalista que inspira gerações de outros jornalistas. Ele tem sido um evangelizador a respeito da necessidade de se perseverar com o trabalho do jornalismo investigativo. Ele foi muito importante para a criação da Abraji e, por isso, foi hoje homenageado aqui.”

Mario Vitor Santos (Casa do Saber)
“Foi a pessoa que me deu meu primeiro emprego como jornalista, na rádio do Jornal do Brasil. Tudo que aconteceu comigo foi muito baseado nas experiências que aprendi com ele. Rosental é sempre essa pessoa de muito bom caráter, excelente profissional, rápido, hábil, competente, inquieto, inspirador e informado. Um exemplo em todos os sentidos. É uma alegria poder ter convivido e acompanhado essa pessoa.”

Rodney Pinter (INSI)
“A sua grande experiência como repórter, o trabalho que ele realizou com a Abraji e com e que ele realiza na Universidade do Texas são feitos notáveis!”

Gil Castello Branco (Contas Abertas)
“Olha, o Rosental é uma bíblia para o jornalismo brasileiro. Sua capacidade se adaptar a tudo de novo é realmente impressionante.”

Marcelo Beraba (O Estado de S. Paulo/ Abraji)
“O Rosental encarna a grande importância da missão jornalística.”

José Roberto Toledo (O Estado de S. Paulo/ Rede TV!/ Abraji)
“Rosental é um dos nomes mais importantes do jornalismo brasileiro. Eu o conheço desde 2003. Partiu dele a ideia da criação da Associação de Jornalistas das Américas. Foi uma revolução.”

Anúncios