Arquivo da categoria: Institucional

Transmissão ao vivo do 6º Congresso no UOL

O UOL está acompanhando ao vivo e transmitindo o 6º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo.

Para conferir, clique aqui.

Participação dos patrocinadores no 6º Congresso

Ana Paula Navarrete e Laura Luz exibem as canecas que ganharam no estande da Band

Por Maria Clara Lima (4º ano/Unesp) e Victor Santos (2º ano/Unesp)

Foto: Michele Francisco (3º ano/Anhembi Morumbi)

Quem entra na sede da Universidade Anhembi Morumbi, onde acontece o Congresso, já nota a diferença. Neste ano, o espaço foi ocupado por empresas patrocinadoras. A maioria é formada por veículos de comunicação. Os estandes representam jornais, redes de televisão e portais de internet. De acordo com o presidente da Abraji, Fernando Rodrigues, “a importância de empresas de mídia patrocinarem o evento é enorme, pois dessa forma é reconhecido o valor do jornalismo investigativo”. De acordo com ele, o espaço também serve para que os participantes conheçam o trabalho desenvolvido por estes meios de comunicação, e possam entrar em contato com as empresas.  Estão neste espaço a “Folha de S.Paulo”, “O Estado de S.Paulo”, “Rede Bom Dia”, “Universo On Line”, “Rede Record”, “Rede Brasil Sul de Comunicação” e “Band”, da Rede Bandeirantes.

RBS: estande multimídia

A “Rede Brasil Sul de Comunicação” montou uma estrutura multimídia para ilustrar o trabalho desenvolvido pelo grupo. Na tela de LCD são transmitidas reportagens que se destacaram. Já os painéis foram montados com as principais séries de reportagens dos jornais que integram a empresa. Os iPads, mostram como a empresa trabalha com a interatividade nos seus meios.  “A ‘Zero Hora’ coleciona prêmios na categoria investigativa, é o nosso diferencial”, informa Lúcia Pires, editora de comunicação do jornal. Ela veio especialmente para divulgar o trabalho da empresa no Congresso. A interação com os participantes se dá de maneira direta: quem quiser conferir o material dos jornais do Grupo pode folheá-lo virtualmente pelos iPads: “estamos usando esta plataforma desde março desse ano, e o conteúdo, por enquanto, é de graça”, explica a editora.

Lúcia Pires comenta que, ao contrário da tendência global de queda nas vendas de periódicos, a “Zero Hora” vem crescendo cerca de 2% ao ano. Para Lúcia, a qualidade das reportagens conquista o leitor.  A “RBS” também participa do evento com palestrantes e ouvintes. Há o entendimento por parte da empresa de que o jornalista especializado precisa estar em constante atualização. É o caso da repórter Adriana Irion. Ela veio de Porto Alegre para assistir à palestra Investigação de Gastos Públicos, ministrada por Gil Castello Branco, da Associação Contas Abertas. Neste sábado deverá chegar ao Congresso outro repórter do Grupo, José Luis Costa.

Lúcia Pires diz que, além de trabalhar, quer assistir a palestras dos colegas. O repórter Daniel Scola é um dos que vai falar no painel Jornalismo de Emergência: a cobertura dos terremotos no Chile e no Japão, programado para esta sexta-feira, às 16h. No sábado, a diretora de on-line da RBS, Marta Gleich, vai participar da palestra A invenção da notícia? O que todo repórter deve saber sobre a expansão das novas mídias no país.

Band: 44 anos de história

A Band trouxe para o Congresso cinco telões em que são exibidos trechos da programação das suas mais de quatro décadas no ar. Quem para no estande tem a oportunidade de assistir a momentos que marcaram o jornalismo nos últimos quarenta anos, como, por exemplo, o debate entre Collor e Lula na primeira eleição direta depois do fim da ditadura militar.

Além de se informar, o participante ganha um presente: uma caneca personalizada. Dois caricaturistas se dividem na função de desenhar o rosto de quem visita o estande. Enquanto o artista faz a caricatura, é possível acompanhar a produção em outro telão. Depois de pronto, o desenho é impresso na caneca.

As estudantes de jornalismo Ana Paula Navarrete e Laura Luz, que vieram pela primeira vez ao Congresso, estão curtindo a novidade: “é o máximo, tá muito legal!”, comenta Ana Paula. Para Laura, os brindes dão uma animada no congresso. “Peguei todas as coisas que eles ofereceram: bloquinho, caneca, ecobag…”, disse.

A Rede Record , que também passa imagens da programação no estande,  distribuiu bloquinhos para os visitantes.

O UOL instalou uma central para carregar a bateria de equipamentos eletrônicos e uma TV que transmite informações sobre o portal em tempo real.

“O Estado de S. Paulo” está disponibilizando sua versão para iPad em tablets da Apple. Já a “Folha de S.Paulo” exibe as páginas de reportagens que ganharam destaque nos 90 anos do jornal e distribui exemplares diariamente pela manhã. A “Rede Bom Dia” também distribui o “Diário de S.Paulo” na área dos estandes.

As ações continuam durante todo o Congresso.

Abraji dá início ao 6º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo com recorde de participantes

Está tudo pronto para o início do 6º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). O encontro começa nesta quinta-feira, 30 de junho, e reunirá os maiores nomes do jornalismo investigativo do Brasil e do mundo. Dados preliminares indicam a participação de 800 pessoas, entre profissionais, estudantes, professores, e pós-graduandos em comunicação – e neste ano as inscrições continuam abertas mesmo durante o evento.

Uma equipe de recém-formados e estudantes de jornalismo ligados ao projeto Repórter do Futuro, da Oboré (www.obore.com), será responsável pela cobertura oficial do congresso. Reportagens sobre todas as palestras poderão ser lidas no blog https://6congressoabraji.wordpress.com/. As apresentações e os contatos dos palestrantes também serão disponibilizados nesse canal.

Realizado anualmente desde 2005, o Congresso deste ano contará com mais de 70 painéis e cerca de 120 palestrantes e moderadores de diversos países (Estados Unidos, Inglaterra, Dinamarca, Argentina, El Salvador, Paraguai e Islândia).

“O Congresso da Abraji se transformou numa grande ágora dos repórteres brasileiros. Uma vez por ano, este é o maior evento para compartilhar experiências, trocar dicas sobre reportagens e melhorar o padrão do jornalismo no país” afirma Fernando Rodrigues, presidente da Abraji.

Como um dos principais objetivos é a capacitação de jornalistas, o evento é dividido em workshops e palestras cujo principal tema, neste ano, é o jornalismo on-line. Os workshops acontecem no primeiro dia e abordam técnicas de RAC (Reportagem com Auxílio do Computador), investigação de gastos públicos, Índice de Desenvolvimento Humano, interpretação de balanços de empresas privadas entre outros temas ligados ao dia-a-dia de repórteres e editores.

Em todas as edições do Congresso, a Abraji presta homenagem a profissionais da comunicação cujo trabalho contribua de maneira notável para o bom jornalismo. Neste ano, a diretoria da associação escolheu por unanimidade homenagear o jornalista e professor Rosental Calmon Alves, fundador e atual diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas e responsável pelo lançamento da primeira versão on-line de um jornal no Brasil, o “Jornal do Brasil on line”. Na sessão solene, marcada para sexta-feira, 1º de julho, às 11h da manhã, Rosental fará uma conferência sobre o estado do jornalismo investigativo e seus desafios na era digital.