Você no Blog

Este espaço é destinado aos participantes do 6º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativos. Aqui você encontra opiniões, impressões, dicas, críticas e curiosidades sobre o evento. Tudo isto de jornalista para jornalista!

“A organização do congresso está de parabéns, pois os palestrantes são excelentes. Acredito também que, eventos como este deveriam ser mais abordados nas universidades de jornalismo”.

Clara Ferreira da Silva, 23 anos, Brasília, estudante de jornalismo, 3º ano, UNICEULB.

“O congresso é uma oportunidade de os profissionais de comunicação conhecer outras formas de trabalho e, permite aos estudantes de jornalismo agregar valores na sua vida profissional”.

Jorge Gauthier Santos Souza, 23 anos, jornalista, Salvador – BA

“Eu estou impressionado com o Congresso. Eu já estive em outras conferências e essa é uma das maiores e melhor organizadas, com grandes palestrantes. Estou impressionado, é um excelente Congresso”.

Kristinn Hrafnsson, porta voz do WikiLeaks

“Estou gostando, é minha primeira vez no Congresso. Acho importante trazer essas discussões à tona. Sou recém-formado, eu ouvi muito disso na faculdade, mas é legal ver profissionais que estão no mercado fazendo isso: discutindo, compartilhando ideias. Essa troca de experiências é bem legal.”

Felipe Machado, Valor

“Os palestrantes são qualificados e as palestras interativas dão uma noção da futura profissão”

Ellen Rocha, 20, Uniderp-MS, Campo Grande

“O Congresso conseguiu alcançar todos os públicos, mas poderia durar mais dias. Seria melhor para os estudantes que vêm de longe e gastam com a viagem.”

Denise Ávila, 21, estudante do 4º ano de jornalismo na Uninorte, Manaus

“Estou achando muito bacana. Cada ano o Congresso fica ainda maior, mais qualificado, com mais jornalistas percebendo a importância de estar com o colegas para trocar experiências e ferramentas, o que eu acho muito importante. Todo mundo sai daqui muito empolgado para fazer um jornalismo melhor e mais comprometido com questões que nem sempre estão na prioridade do dia a dia.”

Thiago Herdy, 26, O  Globo e ABRAJI

 “É a primeira vez que participo do Congresso, que está muito interessante! Tem muita palestra boa, fico com dúvida na hora de escolher. Também gostei da cobertura dos bastidores, acho muito mais interessante do que simplesmente ver a matéria pronta.”

Maria Clara Vieira, 20, estudante do 2°ano de jornalismo na ECA-USP

“O Congresso está muito bem organizado, com  muitas opções de palestras. Assisti duas palestras ontem, vou ver mais duas hoje e, com certeza, vou voltar no ano que vem.”

Priscila Nishimori, 25, jornalista recém-formada

“Já participei ano passado. Tô gostando, tô achando interessante. Gostaria que tivesse mais oficinas. Tô gostando muito, não é à toa que tô vindo pela 2ª vez. Está correspondendo às minhas expectativas.”

Romina Cácia, 25, Freelancer

” Formei em 2008, desde então não fiz nenhum curso. É bom para se atualizar, trazer pautas novas para seu trabalho.”

Felipe Rodrigues, 24,  Jornal O Vale

 “É a segunda vez que eu venho aqui ao Congresso. É uma oportunidade mais ampla para debater a Lavagem de Dinheiro…é uma forma na verdade  do Ministério Público Federal de estreitar o relacionamento com a imprensa. Nós não podemos perder de vista que o Ministério Público Federal é um órgão, uma instituição que atua em prol da sociedade e que na verdade agente tem que prestar contas à sociedade, que é o nosso final cliente, e a prestação de contas se dá através da imprensa, através de informações corretas, de informações precisas desde que respeitadas obviamente aquelas hipóteses de sigilo. Na verdade eu fico extremamente feliz deter vindo, achei extremamente proveitoso apresentar o MPF ao público e à imprensa dessa maneira.”

Rodrigo de Grandis, 34, procurador do Ministério Público Federal

“Primeiro dia do Congresso da Abraji . Pela manhã, Andrei Netto falou sobre a experiência que viveu na Líbia, onde foi sequestrado. A mesa discutiu medidas de segurança para jornalistas nas áreas de conflito. O jornalista João Paulo Charleaux também participou da discussão. Na parte da tarde, a equipe do Google Brasil mostrou como o site pode potencializar o trabalho do jornalista . Em duas palavras: MUITO BOM!”

Carlos Eduardo Alvim, 20, estudante de jornalismo da PUC-MG , Belo Horizonte

  1. Rafael Del Giudice Noronha, 19, estudante de Comunicação Social 1º período UEMG

    Sou calouro. Primeiro ano de jornalismo e embora já tenha atuado em um jornal da cidade em que morava e atualmente trabalhe em uma Agência, a sensação de participar do Congresso é única. Observar trabalhos como os realizados pela ONG Repórter Brasil, rever conceitos sobre a Copa do Mundo e as Olímpiadas após assistir Juca Kfouri, Andrew Jennings e Jens Sejer Andersen é fantástico. Conhecer um pouco mais sobre WebVídeo com a Ludmila Curi e ver que a internet é uma plataforma com qualidades significativas no mundo jornalístico através das palavras de Leandro Suassuna e Márcia Menezes, foi mágico. Além é claro do excelente João Moreira Salles, que nos contou um baita problema. Ao lado de Thiago Herdy, jornalista que garantiu que devemos acreditar nas nossas ideias. A palestra do incrível Ernesto Varela, Prof. Tibúrcio, ou simplesmente, Marcelo Tas, dispensa comentários.
    Minha presença em 2012 é certa. O evento, na minha avaliação foi bom. Espero que ano que vem tenhamos mais oficinas. Para resumir, SENSACIONAL!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: